MUSEU DE FAVELA

SOBRE O MUFPARTICIPE

 
O MUF

A visão de futuro é transformar o morro de Pavão, Pavãozinho e Cantagalo em monumento turístico carioca da História de Formação de Favelas, das Origens Culturais do Samba, da Cultura do Migrante Nordestino, da Cultura Negra, de Artes Visuais e Dança.

O Museu de Favela-MUF é uma organização não governamental privada de caráter comunitário, fundada em 2008 por lideranças culturais moradoras das favelas Pavão, Pavãozinho e Cantagalo. O MUF surgiu um ano antes da chegada da Unidade de Polícia Pacificadora – UPP nesse morro, enfrentando muitos desafios.

Nesse primeiro museu territorial e vivo sobre memórias e patrimônio cultural de favela do mundo, o acervo são cerca de 20 mil moradores e seus modos de vida, narrativos de parte importante e desconhecida da própria história da Cidade do Rio de Janeiro.

O território-museu localiza-se sobre as encostas íngremes do Maciço do Cantagalo, entre os bairros Ipanema, Copacabana e Lagoa, na zona sul da Cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Possui 12 hectares de área e um rico acervo de cultura e modos de vida. Tem um patrimônio construído de mais de 5300 imóveis conectados por um impressionante labirinto de becos e escadarias. Seu patrimônio natural reúne Mata Atlântica e vistas panorâmicas notáveis dentre as mais exuberantes paisagens da Cidade Maravilhosa.

 
NOTÍCIAS DO MUF

MUF na 14ª Semana de Museus

Ontem aconteceu o primeiro dia da 14ª Semana Nacional de Museus! A temporada cultural promovida pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus) acontece de 16 a 22 de Maio, em comemoração ao Dia Internacional de Museus (18 de maio). E claro que o MUF não ia ficar de fora...

MUF participa de seminário no Museu da República

O Museu de Favela participou do seminário ‘O Rio que se queria negar: as favelas do Rio de Janeiro no acervo de Anthony Leeds’ no Museu da República, promovido pela Fiocruz e pelo Ministério da Cultura em setembro. O evento foi parte da programação dos 450 anos da cidade.

DEPOIMENTOS

É muito bacana ver o resultado deste esforço coletivo para o bem. O MUF é um exemplo de garra e fé! O intenso desafio de criar valor, de transformar a perda em ganho, o mal em bem e a dificuldade em conquista e beleza é um ato corajoso e admirável dos integrantes queridos do MUF. Parabéns a todos!

Fernanda Terra

museóloga

Queridos, sempre queridos do MUF, aqui a pensar nos belos dias que passamos e lembrando com saudades. Vou estar pensando em vocês. Beijos e sucesso, muito sucesso, sempre.

JC Filizola

fotógrafo e engenheiro

Obrigada pelo acolhimento, pela forma maravilhosa como receberam o grupo ICOM/CAMOC.

Margarida Ascenso

ICOM/Paris

 
CONTATO

2 + 5 =